Artigos

Nota: Importância da manutenção preventiva nas instalações escolares

Compartilhe:

A Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Osasco (AEAO), em decorrência da interdição parcial da Escola Estadual Antônio Raposo Tavares realizada pela Defesa Civil ocorrida em fevereiro, ressalta, por meio desta nota, a importância da instalação de programas de manutenção de caráter preventivo e corretivo nas unidades escolares da rede pública na cidade.

De acordo com técnicos da Defesa Civil, foram detectadas rachaduras, infiltrações, irregularidades nas instalações elétricas, além de problemas que comprometem a estrutura do prédio e um potencial risco de desabamento das lajes de cobertura da escola do Governo do Estado que recebe cerca de 3 mil alunos diariamente. Vale destacar que esta não é a primeira vez que um colégio, mesmo que parcialmente, é interditado em Osasco. Também em fevereiro deste ano, após um muro ceder na parte externa da Escola Municipal de Ensino Fundamental Olinda Moreira Lemes da Cunha, no bairro Munhoz Júnior, a Defesa Civil foi acionada e interditou parte da unidade escolar municipal.

É de extrema urgência e importância que o poder público estabeleça planejamentos para manutenção predial das unidades escolares sejam estaduais ou municipais. Observar instalações elétricas, hidráulicas e de iluminação, conservação do telhado e das calhas, cobertura e forro. Além disso, as condições de acessibilidade também devem ser respeitadas e atendidas, assim como todas as normas de segurança. A manutenção periódica é também um meio de reduzir custos no orçamento de reformas e reconstruções, além de proporcionar melhor aplicação do dinheiro público e mais investimentos. 

Além de aumentar a vida útil do imóvel, manutenções preventivas evitam problemas emergenciais e detectam eventuais sintomas de desgastes que possam colocar em risco a segurança das pessoas e de todo o projeto pedagógico. É importante salientar também que ter um ambiente propício e seguro é um direito de todos aqueles que fazem parte da comunidade escolar, além de interferir diretamente no desempenho da aprendizagem.

Neste sentido, a Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Osasco orienta aos gestores das unidades escolares da rede pública do Estado e do Município, que estejam atentos e que requisitem com frequência a realização de vistorias. Essa prática é importante para promover o incentivo à cultura de manutenção periódica. Assim também, a Associação busca colaborar e participar ativamente deste processo no sentido de orientar e participar das ações que visem à melhoria da funcionalidade dos projetos públicos na cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *